Favoritos

programa de hoje

por   /  07/06/2010  /  9:32

O grande muso Xico Sá lança hoje “Chabadabadá”, na Livraria Cultura. Vamos?  =)

Em CHABADABADÁ, com o sugestivo subtítulo Aventuras e desventuras do macho perdido e da fêmea que se acha, Xico analisa relacionamentos amorosos, o papel do macho moderno, as queixas femininas. Mas vai logo avisando: “Sim, a perdição do macho é real, mas não sou eu que vou procurá-lo, como digo no relato de abertura do livro”. Último dos boêmios, é justamente da boêmia, fonte onde bebe sem temer ressaca, que tira todas as narrativas, chistes, trocadilhos, máximas e frases de efeito.

amor  ·  literatura

escolha

por   /  06/06/2010  /  18:03

Mattia sabia o que tinha a fazer. Devia ir até lá, sentar-se de novo naquele sofá, pegar a mão dela e dizer não devo ir embora. Devia beijá-la outra vez, e mais outra ainda, até que se habituassem àquele gesto a ponto de não poder mais deixar de fazê-lo. Acontecia nos filmes e acontecia na realidade, todos os dias. As pessoas se prendiam àquilo que queriam, agarravam-se às coincidências – àquelas poucas – e criavam uma existência. Devia dizer a Alice estou aqui, ou ir embora, pegar o primeiro voo e tornar a desaparecer, voltar ao lugar em que ficara esperando todos aqueles anos.

Paolo Giordano (que, aliás, é um GATO), em “A Solidão dos Números Primos”

* A foto é de Ms. Seventeen

amor  ·  fotografia  ·  literatura

querer

por   /  06/06/2010  /  17:57

O que eu quero de você, de Fabrício Corsaletti

não quero voltar para casa

no seu abraço

não busco o que perdi

nunca pensei fazê-la cúmplice

da minha solidão

nem me passou pela cabeça

jogar sujo

com você –


você é o vento quente

que me acompanha

o enigma que não precisa ser decifrado –


de você eu quero apenas

um filhote de lobo

um filhote de lobo

para morder minha mão direita

depois que o amor acabar


* A foto é de Maggie Pardo

amor  ·  fotografia  ·  literatura