Favoritos

caracteres com espaço

por   /  02/11/2010  /  21:28

Eu AMO o blog da Helô, o Caracteres com Espaço. Todo post é maravilhoso, chega fico sem saber o que escolher, mas vamos a uma pequena seleção antes de vocês irem lá ler tudo:

Depois do Mamihlapinatapei, o cafuné >

Eu tenho preguiça do papo “palavras intraduzíveis” (tipo as tantas variações de branco na língua dos esquimós ou a história de saudade existir só em português). Daí hoje topei com uma lista que parte desse tema que, tendo ou não tradução, reúne umas palavras bem legais. Aqui vão as de que mais gostei.

Se quiser ver tudo, vai aqui (em inglês).

Mamihlapinatapei (do idioma yagan)
É o nome do olhar, silencioso mas cheio de significado, entre duas pessoas que estão loucas para começar algo mas, ao menos tempo, relutantes em dar o primeiro passo.

Do milho à pipoca > A primeira vez que eu desejei estar dentro de uma pipoqueira, eu não tinha ideia de que a vida seria feita de desejar estar em lugares impossíveis (depois disso eu já desejei estar no fundo do mar, entre as nuvens, em poros alheios, enfim). Mas o primeiro lugar impossível que eu desejei estar foi a pipoqueira.

Desde a pré-adolescência >

Eu estava na piscina com duas amigas quando chegou a prima de uma delas. Ela tem 11 anos. Sentou na borda da piscina e perguntou se tínhamos namorados. Cada uma falou de seu estado civil. Então ela olhou pra mim e perguntou:

– O que eu tenho que fazer para o menino de que eu gosto gostar de mim?

Ficamos as três em silêncio por um tempo, até que a prima dela respondeu:

– Nada. Ou ele gosta de você ou não gosta.

A menina contou que o menino gosta de outra menina, de que todos os meninos da classe gostam. Mas que ele fica olhando pra ela. Eu perguntei como ela sabia que o menino gostava da tal menina. E ela disse que um amigo dele tinha falado. Mas que ela sabia que ele olhava pra ela.

Obviamente insatisfeita com a nossa resposta, ela vazou dali.

E nós três, todas com mais de o dobro da idade dela, ficamos ali pensando, cada uma com seu biquíni, que não há tanta diferença assim entre os dramas da menina de 11 anos e os nossos.

amor  ·  arte  ·  etc

o amor não resolve nada

por   /  02/11/2010  /  12:08

O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoal, e alimenta-se do respeito mútuo. Mas isto não transcende o colectivo. Levamos já dois mil anos dizendo-nos isso de amar-nos uns aos outros. E serviu de alguma coisa? Poderíamos mudá-lo por respeitar-nos uns aos outros, para ver se assim tem mais eficácia. Porque o amor não é suficiente.

José Saramago

_________________________________________________________________________________________

A foto é de Lauryn Holmquist

Achei a citação aqui

amor  ·  fotografia  ·  literatura

o que é o amor pra você hoje? por neil gaiman

por   /  02/11/2010  /  11:20


Have you ever been in love? Horrible isn’t it? It makes you so vulnerable. It opens your chest and it opens up your heart and it means that someone can get inside you and mess you up. You build up all these defenses, you build up a whole suit of armor, so that nothing can hurt you, then one stupid person, no different from any other stupid person, wanders into your stupid life…You give them a piece of you. They didn’t ask for it. They did something dumb one day, like kiss you or smile at you, and then your life isn’t your own anymore. Love takes hostages. It gets inside you. It eats you out and leaves you crying in the darkness, so simple a phrase like ‘maybe we should be just friends’ turns into a glass splinter working its way into your heart. It hurts. Not just in the imagination. Not just in the mind. It’s a soul-hurt, a real gets-inside-you-and-rips-you-apart pain. I hate love.

Neil Gaiman

_________________________________________________________________________________________

A foto é de Nikolinelr

Quem mandou a frase foi a Juliana Bertola. Brigada, viu?  =)