Favoritos

Eco ou conversa?

por   /  10/12/2013  /  8:08

Foco, por Noemi Jaffe

você diz: tenho dormido muito mal. a pessoa responde: ah, eu não, eu deito e durmo na hora. você diz: vou para paris. a pessoa diz: ah, nunca fui para lá. ouvir é principalmente uma atividade de troca de foco. projetar o foco na direção do outro e permitir que ele seja iluminado pelo nossa escuta. nosso ouvido deve ser como uma lâmpada, mas temos sido como eco para narciso, repetindo de forma solitária e deturpada falas que permanecem soltas num espaço sem luz.

______________________________________________________________________

A foto é do Lukasz Wierzbowski.

amor  ·  auto-ajuda  ·  fotografia  ·  literatura

Múltipla (x) escolha

por   /  05/12/2013  /  8:08

Múltipla (x) escolha, por Patrícia Chmielewski

Hoje estou (feliz /triste /amargo /puto /histérica /em frangalhos). Voltei de uma viagem (astral /ancestral /cósmica /à padaria /longa /turva) e me dei conta (de novo /pela primeira vez /finalmente /até que enfim) de que (estou vivo /estou morta /quero mais /quero tudo /quero agora /desisti /não sei de nada /nem sei mais /mudei /caguei).

Estou (cansado /cheia /de boa) de (escrever /contar /viver /simular /inventar) histórias de (amor /terror /romance /derrotas /batalhas /sapos /morceguinhos) que não (refletem /significam /mostram /entregam /assumem) nada (a meu respeito /a seu despeito /de verdade /definitivamente /que preste).

Comprei um (relógio de pulso /uma ampulheta /um abajur /um cachorro /um diamante) e passei a cronometrar (meu amor /seu cheiro /minha ausência /um vôo/aquela foda /um soluço/ nossas histórias /aqueles rascunhos) em segundos a menos de (vida /sucesso /permanência /excesso /groselha /gatinhos).

Pelo visto as novas ordens (mundiais/globais/alfabéticas), essa nova lei (tura/ toa /seca /da gravidade /contra o aborto /dos limites de velocidade /da ficha limpa /áurea / gramatical /contra senso /contra tudo) estão nos deixando cada vez mais (/ena /moles /bundões /frígidos /irresponsáveis /pelados /expostos /bandidos /cotocos) e menos dispostos a (enxergar /escolher /experimentar /permitir /causar / pirar /tentar) um caminho (/novo /especial /legítimo /simples /real /bunda-mole /bandido /transtêmico /na contra-mão).

Eu te (/avisei /quis /perguntei /adverti /fodi) sobre as consequências da nossa vida assim tão (/vazia /nua /fútil /intensa /rasa /cusona /covarde /sem jeito /tímida /fragilzinha /boêmia /pequena /intraordinária) e os efeitos (especiais /estufa/ colaterais/ críticos /cínicos /císmicos /mímicos /cardíacos) à longo prazo para aquilo que nos propusemos (ser /ter /meter /fingir /aceitar /contradizer /comprovar /herdar /deixar).

Não me entenda mal, (meu bem /meu amor /mestre /filhinha /babaca /caro amigo /seu merda /xuxu /catatau /meu senhor /merentíssimo /meu D-us).

A questão não é de verdade a visita (breve /mágica /trágica /definitiva /polêmica /iogurte) que nos pegou na curva. Isso foi só (o estopim /a gota d’agua/ o princípio do fim /a catarse /a ponta do iceberg /o fim de tudo /o que me mostrou) e apesar de parecer um discurso (vago /tolo /clichê /panfletário/ hippie /vazio /evasivo /moral /artificial) eu queria muito que você (compreendesse /aceitasse /entendesse /se suicidasse /dançasse lambada /escrevesse um livro /tocasse oboé /sofresse de asma /ganhasse na mega-sena /soprasse um dente de leão / assobiasse a música do caminhão de gás carbonico da camada de ozônio).

Porque não (hay teatro/hay banda /ai ai ai, assim você mata o papai). Infelizmente vou ficar devendo(uma explicação /uma desculpa /o aluguel /aquela grana /um presente /a conta de gás /uma cineminha /dançar coladinho /a última prestação /um beijo na sua boca do estômago). Vou ficar mesmo em débito com (/a história /o texto /a poesia /uma promessa /um continho /uma linda obra /o título perfeito).

Porque a (/virada final /uma voz literária /um caminho a seguir /o próximo ônibus pra lugar nenhum /o resto de nossas vidas /a passagem do tempo /uma epifania /a insustentável leveza do ser /a verdade dentro de mim pra você, você e todos você) deixou de ser (/objetivo /prêmio /foco /busca /conquista /desejo /angústia /queimação /crise de pânico /trânsito /transtorno /transgênero /café amargo e frio no fim do dia na padaria da esquina do meu coração, mosquinhas voando ao redor).

É claro que sim, que ofereco, não nego (/uma pousada /uma cama quente /uma rapidinha /um copo d’agua /sexo barato /um selinho de brother /tapinha nas costas /aquela corrigida /um olhar amigo /uma certa cumplicidade /todo amor que houver nessa vida /meus livros /meus discos /moedas /borboletas /minha coleção de postais e mamonas). Mas não pense que será (/original /novo /incrível /especial /da melhor qualidade /inédito /nunca antes visto /putaquepariuquedemais /na pré-estréia /setor vip /passaporte da alegria).

Será apenas mais um (texto /poema /vicio /teco /chupão /gole /cardume /momento /coisinho /tema /tag /sucesso /chavão /moranguinho do nordeste) pra gente esquecer daqui (pra frente /a pouco /a muito /em breve /em seguida /em diante /pro resto do fim de nossas curtas poucas pequeninas vidas).

Só não se (/mente /culpe) Não se (/mântica /quântica) Não, não se (preocupe /avexe /entusiasme /envergonhe) Não amor, não se (/excite /maltrate /antecipe /chateie /incomode /ausente /incomodess).

Porque tudo pode ser. Todos os milhões de combinações de (palavras /histórias /saídas) podem ser.
Mas pra mim em todas elas, em cada uma delas, tem sempre (x) você (x) você (x) você.

______________________________________________________________________

A foto é de Patrícia e Priscila Furtado.

amor  ·  fotografia  ·  literatura

Contente na revista da Gol

por   /  04/12/2013  /  10:10

A Contente é um dos destaques da matéria sobre economia criativa publicada na revista da GOL Linhas Aéreas Inteligentes de novembro! Tão legal entrar no avião e ver o nosso trabalho estampado assim!  ♥

Leiam! > https://www.dropbox.com/s/x0ryz362ow0jp1n/Comportamento.pdf

[Agradecimentos especiais a Luiza Terpins pela entrevista, ao Claus Lehmann pela foto e a Rebeca Storrer, que cedeu essa linda Autoajuda do dia que aparece na imagem!] ️

amor  ·  contente  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  instamission  ·  trabalho

You’re Not Good Enough

por   /  04/12/2013  /  9:09

Blood Orange é Devonté Hynes, cantor, compositor e produtor inglês que já trabalhou com Florence and The Machine, Chemical Brothers e Solange Knowles e que transforma tudo em música deliciosa!

Por aqui, a música “You’re Not Good Enough” não sai do repeat.

Ouçam! ♥

amor  ·  fotografia  ·  música