Favoritos

a coragem do amor que dura

por   /  27/05/2010  /  9:10

É só quando amo que consigo olhar, ao mesmo tempo, por duas janelas que não se confundem, a minha e a de meu amado. A estranha experiência ótica faz com que os amantes reconstruam o mundo, enxergando coisas que ficam escondidas para quem só sabe olhar por uma janela.
Entende-se que o amor assim definido exija tempo. Quanto tempo? Um mês, um ano, uma vida, tanto faz. Consumir-se na paixão pode ser rápido, mas reinventar o mundo a dois é uma tarefa de fôlego.
O amor segundo Badiou, em suma, é uma aventura, mas que precisa ser obstinada: “Abandonar a empreitada ao primeiro obstáculo, à primeira divergência séria ou aos primeiros problemas é uma desfiguração do amor. Um amor verdadeiro é o que triunfa duravelmente, às vezes duramente, dos obstáculos que o espaço, o mundo e o tempo lhe propõem”.

Contardo Calligaris, em “A coragem do amor que dura”

A foto linda é de Thabata Guerra

4 Comentários Deixe seu Comentário

  • Thabata Guerra • 27.05.2010 @ 14:29 responder

    Adorei o trecho, combinou perfeitamente!
    Lindo!!!!!

    Bjs

  • Maven • 27.05.2010 @ 14:58 responder

    Que romântchyco! Sempre estou nessa vibe.

  • juliana • 28.05.2010 @ 11:34 responder

    ai ai…

Deixe seu comentário