Favoritos

apaixonados por carne, parte 1

por   /  15/08/2011  /  11:00

Há dois domingos, a revista sãopaulo sobre o consumo de carnes de caça na cidade.

Dá pra ler o texto aqui > Carnes de caça estão cada vez mais presentes em cardápios em SP

A foto acima é do Cisco Vasques e mostra o chef Henrique Fogaça, do Sal.

Fiz duas entrevistas para a matéria, mas uma acabou não entrando por falta de espaço e a outra entrou bem pequenininha. Vou aproveitar pra mostrá-las aqui pra vocês!

A primeira entrevista eu fiz com o Diego Zambrano (@workforfood), publicitário que é apaixonado por carnes.

Queria saber como é essa busca pela carne, pelo bacon. Em todos os lugares que você vai procura os restaurantes certos?

Eu invisto grande parte do meu tempo livre assistindo Food Network e Travel Channel. Onde eu acabo conhecendo vários tipos de comidas diferentes de vários lugares do mundo. Eu assino várias revistas de culinária como a Lucky Peach, Food & Wine, Meatpaper, Food Network Magazine, Bon Appetit e outras. Sigo vários criadores de porco no Twitter, como o @mosefundmanga e @woolypigs que criam a minha raça de porco favorita, o Mangalitsa. É uma raça originaria da Hungria descendente direta dos javalis, tem grande conteúdo de gordura e muitos consideram o Kobe Beef dos porcos. É muito rico em sabor e bem mais caro que um porco comum, mas você acaba comendo porções menores por causa de quão rico em sabor ele é. Mangalitsa bacon é um dos meus favoritos.

Grande parte da minha busca pele carne envolve seguir vários blogs e sem dúvida alguma estar sempre cercado de amigos que são foodies, logo estamos sempre todos na mesma busca. Em termos de restaurantes, eu tenho a sorte de morar em NYC e poder comer num restaurante novo por dia o ano inteiro sem repetir, mas ao mesmo tempo eu adoro cozinhar, então é mais fácil me encontrar em casa cozinhando do que em um restaurante. Costumo ir a lugares que façam coisas que eu não sei cozinhar ou que não é prático fazer em casa. É relativamente fácil pesquisar sobre restaurantes em NYC por causa do grande número de pessoas que moram e passam pela cidade. Qualquer search vai te retornar um grande número de resultados, mas eu geralmente confio nos amigos para recomendações.

Quais seus cortes de carnes preferidos?

Pork Butt, Pork Belly, Picanha, Picanha Nobre, Cupim, Coração de Galinha, Cabeça de Porco, Orelha de Porck, Bone Marrow, Lamb Chops, Lamb Shank, Pork Shank, Short Ribs, Skirt Steak, Prime Rib, Pork Chop, Duck Breast, Duck Liver e vários outros.

Em São Paulo, onde você gosta de comer?

Moro em NYC há quase cinco anos, então nem sei quais lugares ainda estão abertos e acredito que meu paladar mudou muito, então fica difícil pra eu dizer. Mas tem alguns lugares: Leôncio, Fogo de Chão, Costela Nobre…

Como foi que você conheceu a Meatpaper, o que a revista traz de bom pra quem é aficionado pelo tema?

Conheci através de um amigo foodie, assinei na mesma hora e adoro a revista. O melhor da revista é explorar tendências de carne ao redor do mundo. Na última edição tiveram uma matéria extremamente interessante sobre cola de carne. Uma substância usada para colar uma carne a outra. Então você pode fazer coisas como um lombo de porco envolto em pele de frango, ou tornar um peixe pequeno em algo maior colando um peixe em outro. Me interesso muito por essa ciência da carne, como atingir um resultado melhor utilizando ciência. Adoro como a Meatpaper torna um assunto para muitos nada importante em algo poético e extremamente relevante pra qualquer pessoa apaixonada por carne.

No Flickr, fotos das experimentações do Zambrano > http://www.flickr.com/photos/workforfood/sets/72157613846957145/

2 Comentários Deixe seu Comentário

  • ana valéria • 15.08.2011 @ 13:19 responder

    nossa, acho que nunca estive tão perto de um amante de carne assim… gostei!

  • Fernando Canal • 26.11.2012 @ 16:36 responder

    é uma cultura da carne bem americanizada que a maioria das pessoas não tem acesso. Não deveriam ser ignoradas a nossa picanha e costela por exemplo.

Deixe seu comentário