Favoritos

Posts da categoria "amor"

enquanto houver amor

por   /  07/10/2007  /  21:24

contardo fez uma surpresa em pleno domingão. em pesquisa do datafolha, ele fala sobre um novo tipo de casamento, o da aliança sentimental sem paixão.

Talvez não procuremos mais o amor-paixão (note-se que a vida sexual satisfatória como item necessário para a felicidade da união ficou com um triste 2%), mas um amor companheiro e amigo, “um amor tranqüilo”, como diz a música.

Talvez, em suma, esteja aparecendo um novo tipo de casamento moderno, baseado, como deve ser, nos sentimentos, mas não no ideal do amor-paixão romântico nem do da satisfação sexual: uma espécie de aliança sentimental para a vida.

Ia terminar comentando que essa transformação do casamento não seria um mal. A verdade é que ela já está em curso, nas inúmeras uniões que continuam e persistem numa amizade em que, às vezes, parece que o amor se perdeu, quando, de fato, é nessa amizade que ele se transformou. 

amor  ·  analyze this  ·  música

ah, o amor

por   /  07/10/2007  /  18:39

o amor é uma companhia.
já não sei andar só pelos caminhos,
porque já não posso andar só.
um pensamento visível faz-me andar mais depressa
e ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.
mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
e eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.
todo eu sou qualquer força que me abandona.
toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

alberto caeiro

murakami strikes again

por   /  05/10/2007  /  18:55

And so, when there came a momentary lull in their conversation, the boy said to the girl, “Let’s test ourselves – just once. If we really are each other’s 100% perfect lovers, then sometime, somewhere, we will meet again without fail. And when that happens, and we know that we are the 100% perfect ones, we’ll marry then and there. What do you think?” “Yes,” she said, “that is exactly what we should do.”

And so they parted, she to the east, and he to the west.

contardo, analyze this

por   /  04/10/2007  /  18:21

se eu tivesse grana, pagaria qualquer que fosse a quantia pra fazer análise com contardo calligaris. mas ainda bem que ele é generoso e, todas as quintas, escreve textos genias na folha. o desta semana é sobre o segredo da vida de um casal. inspirador, como sempre.

Calvin e Alice transformaram sua vida de casal numa aventura fascinante: a aventura de sempre descobrir o outro, cuja diferença inesperada nos dá, de brinde, a certeza de que nossa obstinada maneira de ser, nossos jeitos e nossa neurose não precisam ser uma norma universal, nem mesmo a norma do casal.

A coluna inteira está em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq0410200734.htm 

amor  ·  analyze this

que orgulho

por   /  02/10/2007  /  3:55

sabe lulina? ela é foda. tem uma voz linda, faz as melhores letras. e é minha amigona. quem mais faz um letra sobre um “príncipe que dá múltiplos orgamos”? agora ela gravou uma música pra um concurso bem fodão. ela tem vergonha de mostrar pra geral, mas eu escutei e é a coisa mais fofa do mundo! ela merece ganhar. e, se ganhar, vai ser tipo um dia de princesa do gugu! tô na torcida!

amor  ·  música

no fim

por   /  02/10/2007  /  3:46

tudo é sobre o amor. o que ele traz, o que ele leva, o que ele deixa, o que ele faz surgir. é foda. e num tem análise certa. num tem danuza certa. ele vai, ele volta, ele é enorme, ele ressurge de milhões de maneiras. depois é nada. depois é uma grande expectativa. e o vinho ajuda a gente a falar tanta besteira.  não percam tempo, assistam minha querida soko – http://vids.myspace.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&videoid=8814413