Favoritos

Posts da categoria "amor"

o que é ser original e criativo na internet?

por   /  03/09/2012  /  8:57

O que é ser original e criativo na internet? Foi com essa pergunta que o YouPix me convidou pra escrever um textinho, que reproduzo abaixo.

E tive ótimas companhias: Mentor Muniz Neto, Juliana Cunha, Fabrício Carpinejar e Carlos Merigo também deram suas opiniões!

Leiam > http://youpix.com.br/fights/youpix-chat-o-que-e-ser-original-e-criativo-na-internet/

O que é ser original e criativo na internet?

A internet é linda, e eu estou particularmente apaixonada por ela nessas últimas semanas. Graças aoPinterest, ao Rdio, ao Pulse. No primeiro, pino frases para o Autoajuda do dia. No segundo, ouço as músicas que adoro, descubro as que vou amar logo mais, repito obsessivamente as faixas de “Estrela Decadente”, de Thiago Pethit. No último, organizo minhas leituras diárias de uma forma gostosa –uma imagem grande vem acompanhada de uma ou duas linhas e já me dá o teaser do que vou encontrar logo mais.

Dias de otimismo e empolgação sempre vêm acompanhados de alguma “noia”. A da vez é: pra que manter perfis em absolutamente todas as redes sociais que já foram criadas? Orkut, MySpace, Last.fm, Blip.fm…. Been there, done that: dos testemonials emocionados à discotecagem que durava o dia inteiro, passando pela checagem das estatística de quantas vezes fui capaz de ouvir a mesma música do Pulp.

Olhando hoje essas redes que um dia já fizeram parte de todos os meus dias, por tantas horas, penso: deve ser muito difícil inventar um site ou um produto, vê-lo crescer, ganhar seguidores, matérias em jornais e revistas de tecnologia, receber grana de investidores e, depois, perceber que o público fiel de ontem migrou para uma versão bem melhorada do que você criou.

Porque o Pinterest é um Ffffound super melhorado. O Rdio, tudo aquilo que o Grooveshark poderia ser. O Pulse, o que o Google poderia ter feito do seu Reader. Cada um deve ter seu público, vai que eu tô colocando num mesmo balaio coisas que nem se misturam tanto. Mas tudo isso me leva a pensar: a gente tem que explorar todas as possibilidades de uma ideia, principalmente se ela saiu do papel e conquistou 10, 100, 1 milhão de adoradores.

Ser original e criativo na internet é cuidar do seu projeto, do seu site, do seu produto de um jeito tão apaixonado e próximo que não sobre espaço pra que alguém venha pegar sua ideia e transformá-la numa coisa ainda melhor. Afinal, você sempre pode fazer melhor. É também saber pra quem você fala, como você fala, onde quer chegar. Porque nada pior do que ser apaixonado por alguma coisa e vê-la de mãos dadas com outro –nesse caso, TANTOS outros.

amor  ·  arte  ·  auto-ajuda  ·  autoajuda do dia  ·  contente  ·  design  ·  escreve escreve  ·  especial don't touch  ·  instamission  ·  internet  ·  jornalismo

instamission na expoidea

por   /  08/05/2012  /  12:25

Queridos, eu e a Luiza participaremos da Expoidea, em Recife!

Nesta quarta, às 18h, vamos falar sobre o Instamission. Apareçam por lá  =)

18h – 19h30
Debate: Instamission: Vida como instante contínuo
Local: Espaço Círculo das Ideias (antigo restaurante Açúcar – Paço Alfândega)
- Daniela Arrais (Curadora)-SP
- Luiza Voll (Curadora)-SP
- Afonso Jr. (Mediador)-PE

Mais em > http://expoidea.com.br/

Aqui tem uma entrevista que Schneider Carpeggiani fez com a gente! > http://expoidea.com.br/2012/blog/instamission-uma-ideia-que-vale-mais-que-mil-palavras/

contente  ·  especial don't touch  ·  instamission  ·  vídeo

a internet se transformou numa grande ‘a praça é nossa’

por   /  22/04/2012  /  14:26

Escrevi um textinho pro caderno Tec, da Folha, por ocasião da grande polêmica da semana passada _a compra do Instagram pelo Facebook. E acabei falando sobre mais coisas também.

Leiam!  =)

A internet se transformou numa grande “A Praça é Nossa” > http://www1.folha.uol.com.br/tec/1077050-a-internet-se-transformou-numa-grande-a-praca-e-nossa.shtml

A ilustração é de Adams Carvalho > http://adamscarvalho.com/

instamission, o vídeo!

por   /  05/03/2012  /  15:20

O Instamission nasceu da vontade de duas amigas (eu e a Luiza Voll) de conhecer os olhares de vocês sobre o mundo. Recentemente, esse projeto completou um ano de vida e, desde o primeiro dia, ele só nos dá alegrias! Vimos olhares lindos, fizemos grandes amigos, recebemos o apoio de marcas bacanas e nos emocionamos a cada dia com as milhares de histórias que as fotos de vocês contam.

Para comemorar tudo isso, tentamos transformar essa felicidade em um vídeo! Agradecemos especialmente ao @theolambert, que dirigiu o vídeo, e aos queridos participantes @luabfonseca, @ofabioborges, @mayfonseca, @betomacedo e @neural, que nos emocionaram com seus depoimentos.

Com vocês, Instamission by Contente!

amor  ·  contente  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  instamission  ·  internet  ·  vídeo

instamission na #smwsp

por   /  13/02/2012  /  14:18

Queridos, participo hoje da Social Media Week, em São Paulo! Às 19h30, no auditório do MIS (Museu da Imagem e do Som), falo sobre o Instamission, na programação do Learning Stage.

19h30 às 20h00 – INSPIRATION: “INSTAMISSION”

Dani Arrais (jornalista e autora do Dont Touch My Moleskine) é, ao lado de Luiza Voll, sócia da Contente.vc, especializa em criar projetos especiais para internet para outros e para elas mesmas. Um deles é o Instamission, uma gincana fotográfica feita colaborativamente usando o aplicativo Instagram e que, de uma brincadeira, cresceu e hoje já movimenta mais de 7 mil fãs em seus desafios semanais e conta com patrocinadores como Itaú, Philips, Coca-Cola, LG e Cyrela.

Saibam mais > http://socialmediaweek.org/event/?event_id=1774

E acompanhem o Facebook > https://www.facebook.com/smwsp

contente  ·  especial don't touch  ·  instamission  ·  internet

pecha kucha night, o vídeo

por   /  19/10/2011  /  13:00

Lembram que participei do Pecha Kucha Night São Paulo Vol. 7?

Saiu o vídeo da apresentação!

Vol.7 | 02_Daniela Arrais | donttouchmymoleskine.com from PechaKucha Night São Paulo on Vimeo.

fotografe o que transforma o mundo

por   /  17/10/2011  /  9:58

A #instamission38 (fotografe o que transforma o mundo) é linda, e a gente quer a participação de vocês!

Assistam ao vídeo e fiquem inspirados!

Como você transforma o mundo? E o que faz para mudá-lo? Que idéias fazem seus olhos brilharem? Quais são os projetos e quem são as pessoas que te inspiram? São essas transformações que queremos ver na #instamission38, que é patrocinada pelo Itaú.

Sua foto pode fazer parte de um filme que será feito para o Prêmio Trip Transformadores. E as dez mais legais ganham câmeras Instax ou Lomo. É hora de colocar o olhar em tudo o que transforma o seu dia-a-dia.

Ao participar desta Instamission, você está automaticamente cedendo todos os direitos de uso de imagem de suas fotografias para o Itaú usar no filme da ação.

Para saber mais e ver o regulamento, acesse a fanpage do Itaú e assista o vídeo que vai inspirar você nessa missão: http://on.fb.me/itautriptransformadores

a internet nos torna mais felizes?

por   /  13/10/2011  /  18:50

Lembram do debate que eu e a Luiza participamos no YouPix, sobre felicidade na internet? O YouPix disponibilizou a conversa, que contou ainda com o senador Cristóvam Buarque, o jornalista Pedro Jansen e o editor da Rolling Stone Brasil Pablo Miyazawa.

Do YouPix:

Todo mundo é feliz na internet. Você com certeza já reparou em como os seus amigos do Facebook são todos lindos, só vão a lugares descolados, vivem sorrindo e de bem com a vida. E, se você conhece eles na “vida real” (ou se tem um mínimo senso de realidade), sabe que não é bem assim. Afinal, ninguém consegue ser alegre o tempo todo (sim, foi inspirado nesta música).

De acordo com a pesquisa feita pela MultiFocus/NetQuest, para 47% dos entrevistados os perfis nas redes sociais sempre são uma versão editada de quem somos, como se a gente passasse a vida no Photoshop antes de por na internet, e que a web incentiva essa busca eterna por uma vida feliz.

Como é dito no vídeo, a internet tem um grande poder de edição: você escolhe o que você quer ver e o que você quer mostrar. E claro que ninguém quer mostrar seu pior lado – se nem fora da internet a gente quer, imagine deixar isso registrado para sempre! Além disso, ninguém tira foto de momentos tristes, por exemplo, justamente por esse motivo.

Mas esses são só alguns pensamentos. Assista ao debate todo para tirar suas conclusões – e, se isso for te fazer feliz, pode deixá-las nos comentários deste post :)

Mais sobre felicidade na internet na coluna da Dani Arrais pra nossa revista impressa #36.