Favoritos

Posts da categoria "música"

my beloved crooner

por   /  27/12/2007  /  16:16

quem está na wired deste mês? chanmeuamor!

It’s easy to sing somebody else’s song — but near impossible to do it well (Exhibit A: every karaoke bar from Topeka to Tokyo). Which is why we love Cat Power’s stripped-down take on classics like “New York, New York.” For fans of the soulful singer’s The Covers Record, this is a welcome return to the form, with 10 bluesy reimaginings of tunes by James Brown, Billie Holiday, and Bob Dylan, plus a redo of her own “Metal Heart” and the set’s only new original, “Song to Bobby.” True, there’s a long tradition of covering Dylan songs. But few have ever sounded this good.

pra animar o plantão

por   /  27/12/2007  /  0:21

um tiquinho de níureivi. yelle e sua “a cause des garçons”

c’est la faute des ma
des magazines
les maries, les claires
les marie-claire
les Figues, les macdo outre-claire
les femmes d’aujourd’hui et d’hier
c’est la faute des ma
des magazines
les maries, les frances
les marie-france
les femmes pratiques qui en ont pas marre
des cosmo vogue et tout le bazar

nova do b&s

por   /  26/12/2007  /  19:12

em clima de natal, o belle and sebastian disponibliza música nova no myspace. bem fofa, como sempre, mas nada tãaaao perfeito  =) stuart canta “are you coming over for christmas?” com celia garcia, que eu num sei de onde vem, mas tem uma voz bem bonita.

drella

por   /  26/12/2007  /  15:02

uow! sabe o songs for drella, disco que lou reed e john cale fizeram pra homenagear andy warhol depois que o “dracula + cinderella” morreu? virou vídeo também! beleza que foi na época do lançamento, em 1990, mas só agora eu tô vendo, graças a matias! o disco é foda, um grande tributo ao cara que bancou o velvet. e, porra, sem o velvet a vida de muita gente num seria a mesma, né?

vejam aí a melhor música do disco, “nobody but you”:

i really care a lot although i look like i do not
since i was shot there’s nobody but you
i know i look blase, party andy’s what the papers say
at dinner i’m the one who pays – for a nobody like you
nobody but you, a nobody like you
since i got shot there’s nobody but you

arte  ·  etc  ·  música

porque te vas

por   /  18/12/2007  /  21:37

cría cuervos é um dos filmes da minha vida. e esta cena é uma das mais bonitas da história do cinema. e a música? perfeita.

hoy en mi ventana brilla el sol
y el corazón se pone triste
contemplando la ciudad
porque te vas

como cada noche desperté
pensando en ti
y en mi reloj todas las horas vi pensar
porque te vas

toda las promessas de mi amor
se irán contigo
me olvidarás, me olvidarás
junto a la estación lloraré,
igual que un niño

porque te vas, porque te vas,
porque te vas, porque te vas

bajo la penumbra de un farol
se dormirán
todas las cosas que quedaron por decir
se dormirán
junto a las manillas de un reloj despejarán
todas las horas que quedaron por vivir
esperarán

etc  ·  música

folk this town

por   /  14/12/2007  /  16:15

Domingo é dia de estréia da Folk This Town, festinha pra quem, como eu, quer ouvir boa música _de preferência, sentado. Gonzo é um dos envolvidos no projeto. Aproveitei pra fazer uma entrevistazinha com ele. Vejam aí e apareçam no domingo, vai ser foda!

– Como surgiu a idéia pro Folk This Town?
– Um dia eu recebi um e-mail falando de uma festa temática, acho que era sobre anos 90. Pô, o revival dos anos 80 nem esfriou e a galera já está se jogando na década de 90? Aí eu fiquei pensando como tem festa pra tudo em São Paulo, que eu poderia pegar uma semana qualquer e achar uma festa que fosse exatamente do jeito que eu queria ir. O que não é verdade, “pô, São Paulo, a maior cidade da América do Sul (uia!), não tem uma festa folk”. Aí eu coloquei no meu MSN e no Gchat, uma mensagem escrita “simbora montar uma balada de folk em são paulo?” – e choveram amigos topando a idéia.

– Qual é a proposta da náitchi?
– O nome “folk” é uma idéia genérica de um tipo de som mais calmo, que pode ser tanto Woody Guthrie quanto Cat Power, Smog ou Big Star – algo que não cabe em nenhum tipo de pista de dança, mas ainda assim é orgânico. Por isso que o projeto acontece no Santa Augusta Bar, um lugar com uma estrutura muito bacana, com mesinhas e cadeiras. A Folk This Town não é uma festa pro requebro, pro molejo ou pra bater cabelo – a não ser que Nick Drake te empolgue a esse ponto…

– Quais são os critérios para a escolha de quem vai tocar?
Acho que o primeiro ponto é: sem bateria. A não ser que o instrumentista seja muito habilidoso e saiba levar as coisas na manha, bateria costuma deixar tudo mais barulhento. Mas, a partir disso, rola muita coisa: pode ser cover de Johnny Cash, releitura caipira de indie rock e nomes consagrados como Blue Afternoon (curtiu, Gui?). Acho que os dois artistas que fazem a estréia da festa são um bom exemplo: o Edson, com seu som minimalista de um lado, e a Lulina, com uma proposta diferente da banda “oficial” dela, fazendo um álbum na íntegra.

– Que público vocês querem atingir?
Ah, a gente não quer atingir ninguém, vai que machuca… (Tá, não resisiti a oportunidade de fazer um piada TOTALMENTE sem graça). Nós queremos atingir um público que já existe, mas que não tem esse espaço – todas as pessoas que gostam de voz, violão, melodias delicadas, sons tranquilos e orgânicos. Eu adoro pista, adoro música pra dançar, adoro show pesado e barulhento, mas também curto ficar ouvindo um bom dedilhado – a idéia é que eu não sou o único, que existe mais gente procurando isso, e que a partir de agora esse espaço vai existir, num domingo, depois do almoço na casa da mãe, com todo o sossego do mundo.

Folk This Town
Santa Augusta Bar
Rua Augusta, 976
Dia 16/12 (domingo)
A partir das 18h
Entrada: R$ 7,00 com nome na lista
Bônus Folk: consumindo R$ 12,00 ou mais, a entrada fica isenta.
Lista: folkthistown@gmail.com
Shows de Edson (http://www.myspace.com/edsonblossoms) e Lulina e convidados (http://tramavirtual.uol.com.br/lulina)

baby, it´s cold outside

por   /  14/12/2007  /  1:01

i simply must go – baby, it’s cold outside
the answer is no – ooh baby, it’s cold outside
this welcome has been – i’m lucky that you dropped in
so nice and warm – look out the window at that storm
my sister will be suspicious – man, your lips look so delicious
my brother will be there at the door – waves upon a tropical shore
my maiden aunt’s mind is vicious – gosh your lips look delicious
well maybe just a half a drink more – never such a blizzard before



conexões

por   /  12/12/2007  /  16:17

quando comecei a ouvir mais esse tipo de música que eu ouço hoje, gui e mateus me mostraram sean lennon. ontem, no ônibus, voltando pra minha casa que agora é tão longe deles, me lembrei como achava legal saber que o filho de jonh e yoko namorava a menina do cibo matto. engraçado é que depois o ipod escolheu “evolution”, de chan, e depois alguma do smog que eu esqueci o nome. smog, banda do bill callahan, ex da chan e talvez atual da joanna newson, que eu nem tenho no meu ipod porque acho bem chata. depois, elvis costello começou a cantar “alison”. ele, um mestre que meu pai deve conhecer como “o marido de diana krall“. se ela fizesse um tributo ao marido, aí sim eu curtiria, mesmo sem heineken no parque num domingo de manhã em que eu preferi dormir.