Favoritos

Posts da categoria "amor"

você não está criando o novo iphone

por   /  11/01/2013  /  9:08

Nem sempre você está criando o próximo iPhone no seu trabalho, mas seu chefe age como um Steve Jobs. Gustavo Mini faz uma ótima análise sobre a exaltação de termos como inovação, liderança e convergência e propõe uma abordagem de trabalho mais leve:

O lado obcecado, nervoso e intempestivo dos gênios é frequentemente usado por líderes não tão geniais assim para justificar comportamentos inapropriados, exagerados e insalubres. É essa maluquice de compor um ambiente de trabalho no qual pessoas dão o sangue pela empresa, trabalham doze horas por dia, perdem mais quatro em deslocamento, aguentam reuniões tensas, pressões inúteis, processos contraproducentes como se estivessem criando o próximo iPhone.

Mas em 99,9% dos casos elas não estão trabalhando no próximo iPhone, muito embora alguns líderes se transformem em simulacros de Jobs – e muitas vezes citam seus exemplos – pra tentar convencer suas equipes de que as bizarrices pelas quais passam no dia-a-dia valem a pena. E assim, muita gente acaba vivendo em versões reais do absurdo seriado The Office, com Michael Scotts que se acham Steve Jobs. Bom, essa é a essência dos Michael Scotts.

Lembra quando o Daft Punk cantava “Harder, Better, Faster, Stronger”? Pois então. Acho que isso é uma mentalidade do passado. A música foi lançada em 2001, deve ter sido composta no século anterior. Talvez seja hora de apostar em um mantra contrário, mais afinado com as necessidades contemporâneas: softer, worser, slower, weaker. O seu chefe não vai gostar, mas sua família, seus amigos, seu coração e sua sanidade vão.

Leiam o texto completo: http://www.oesquema.com.br/conector/2013/01/09/softer-worser-slower-weaker.htm

internet  ·  jornalismo  ·  trabalho

amores anônimos e autoajuda do dia na folha de s.paulo

por   /  08/01/2013  /  18:46

O Amores Anônimos e o Autoajuda do dia aparecem em uma das matérias de capa do caderno Equilíbrio da Folha de S.Paulo de hoje!

A matéria assinada por Juliana Cunha fala sobre como o amor é supervalorizado hoje e virou quase uma religião.

Leiam!

Projeto virtual reúne fotos de casais anônimos

A jornalista e empresária Daniela Arrais, 28, é responsável pela série “Amores Anônimos”, uma seleção colaborativa de fotos de casais apaixonados na rua, registrados em fotos tiradas com celular. Antes disso ela produziu uma série de entrevistas em seu site, “Don’t Touch My Moleskine”, chamada “O Que é o Amor para Você Hoje?”, na qual coletou depoimentos de anônimos e celebridades.

Daniela é uma seguidora assumida da religião do amor. “Quando terminei um relacionamento complicado, cheio de idas e vindas, comecei a me focar muito nesse assunto. Acho curioso como está todo mundo buscando o amor e tão pouca gente encontra”, afirma.

Junto com a publicitária Luiza Voll, 28, ela mantém o perfil “Autoajuda do Dia” na rede social Instagram, pelo qual compartilham dicas. O tema principal, claro, é o amor. “A felicidade em outras áreas, no trabalho, na família, é importante. Mas o amor é uma coisa tão forte que, quando as coisas estão bem com ele, tudo bem se o resto da vida está meio torto”, diz.

E mais:

Filósofos questionam a supervalorização do amor romântico

‘Falta de amor não é o maior problema das grandes cidades’, diz filósofo britânico

amor  ·  amores anônimos  ·  autoajuda do dia  ·  contente  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  internet

avós emocioanam e inspiram

por   /  08/01/2013  /  14:03

De repente a internet ficou cheia de homenagens a avôs e a avós que fazem (ou fizeram) a gente ser quem é!

O primeiro projeto do tipo que conheci foi o #vovómeinspira, da querida Ana Luiza Gomes.

Ela explica: Com tanta saudade da minha avó e em sua homenagem, decidi lançar esse projeto. Depoimentos de netos que se inspiram em seus avós para fazer o mundo diferente.

Aqui vocês lêem todas as histórias e vêem as imagens dessas senhoras lindas > http://www.anamappe.com.br/blog/category/vovomeinspira/

O segundo projeto chegou por email. A Giovana Sanchez contou que criou um blog, o Ah, vó, para juntar histórias de momentos mágicos que acontecem entre avós e netos.

Vocês vêem o resultado aqui, ó > http://ahvo.wordpress.com/

Ambos os projetos são colaborativos, ou seja, você pode homenagear sua avó ou seu avô contado histórias que viveram juntos! ♥

E, pra completar, o Stefano Manzolli enviou um vídeo que fez em homeagem aos 103 anos de seu avô!

amor  ·  fotografia  ·  internet

felicidário

por   /  07/01/2013  /  13:24

Queridos, feliz 2013! Que o ano seja leve e cheio de alegrias! ♥

Pra começar o ano novo, mostro a vocês um projeto lindíssimo!

É o Felicidário, que sugere uma nova ideia de felicidade para maiores de 65 anos, por meio de ilustrações diárias.

Sobre o projeto: Se é difícil definir a felicidade aos 20, aos 30 e aos 40, imaginem aos 60 ou aos 70. Foi por isso que nasceu o Felicidário. O Felicidário é um calendário e também é uma espécie de dicionário com 365 definições práticas de felicidade. Aos 65, a felicidade é arrumar as botas e fazer crochet, é gozar o dolce fare niente ou fazer aquilo que nunca se fez? Todos os dias, durante um ano, o Felicidário sugere uma nova ideia de felicidade para maiores de 65 anos.

No Felicidário, a felicidade não tem idade e é ilustrada por Afonso Cruz, André Letria e Ricardo Henriques, André da Loba, Aka Corleone, Bernardo Carvalho, Carolina Celas, Irmão Lucia, Julio Dolbeth, Madalena Matoso, Maria Imaginário, Tiago Albuquerque e Yara Kono.

Lindo demais, né?

Acompanhem todo dia! > http://felicidario.encontrarse.pt/

(Obrigada, Raíza Bruscky, por lembrar do Don’t Touch ao ver uma coisa tão linda!)

amor  ·  arte  ·  auto-ajuda  ·  design  ·  internet