Favoritos

fratura exposta, por ingrid bezerra

por   /  30/01/2013  /  9:36

Ventura, por Ingrid Bezerra

Eu detesto o jeito que você escreve. Todas aquelas abreviações e as trocas de s por c. Eu não gosto de como você queima a pele do rosto por pura preguiça de protegê-lo de um sol de quarenta e tantos graus, fazendo as sardas mais lindas do mundo se unirem e formarem uma sombra que em nada diminui a beleza, mas me rouba o prazer de contar os pontinhos que eu amo. Não é o sexo o principal, só que eu não paro de lembrar cada volta do teu corpo, das tuas coxas branquinhas. Cada vez que penso em te esquecer mandas mais uma mensagem daquelas contando tua última meia hora. Eu fico quase louca porque pensando em te esquecer já estou lembrando de ti, e o barulhinho do celular só reforça o que eu já sei. Eu não quero te prender aqui, apenas torço para que você sinta o bem que faz ao mundo com este coração. Você não acabaria com as pragas do Egito, mas eu reconstruiria meu país quantas vezes fossem necessárias para que você morasse nele.

______________________________________________________________________

A foto é de Thiago Ramos.

1 Comentário Deixe seu Comentário

  • Natália • 30.01.2013 @ 18:11 responder

    Fazia tempo que não lia algo tão simples, tão lindo e profundo. Para bom entendedor pingo é letra e silencio é resposta.Amei!

Deixe seu comentário