Favoritos

o autismo e o tom

por   /  11/04/2013  /  9:31

Abril é o mês da conscientização do autismo, e a Silvia Ruiz e o Renato Godá, pais de Tom, fizeram um vídeo comovente contando a história deles.

Por favor, assistam e espalhem, é muito importante! ♥

A Silvia fala um pouco do processo todo:

Eu pensava que autistas eram todos como o “Rain Man”. Por isso nunca imaginaria que meu filho pudesse ter autismo quando ele começou a apresentar uma regressão aos 2 anos. E foi graças a uma matéria de jornal que percebi que era isso que estava acontecendo com ele.

Daí mergulhei nesse universo, conheci muitos pais etc. E vi que todos passaram pela mesma coisa. Muitos levaram anos para um diagnóstico. E a situação é alarmante porque 1 em cada 88 crianças tem autismo. É muita gente.

Quanto antes tiverem o diagnóstico, melhor o prognóstico. Então pensei numa maneira de contribuir para essa conscientização. Foi o que ajudou meu filho, ter tido um diagnóstico precoce graças à informação que chegou até mim pelo jornal.

O Tom está tendo uma evolução muito rápida e estamos muito felizes. Queremos inclusão nas escolas regulares, cobertura do tratamento pelos planos de saúde. Enfim, o que todo pai quer para o seu filho. Direitos iguais que não temos hoje.

amor  ·  ativismo  ·  internet

2 Comentários Deixe seu Comentário

  • gisele • 19.04.2013 @ 08:07 responder

    Maravilhoso vídeo.Retrata tudo que passamos e estou bem nesse momento,depois de 2 anos de choro,depressão,ação,terapias,vejo dia-a-dia a evolução do meu filho.Fico angustiada pq mesmo tendo condições financeiras de ajudá-lo,encontramos tantos impecilhos.estou certa que há uma indústria do autismo que cobra caríssimo por palestras,workshops,especialistas.sempre queremos o melhor p nossos filhos,mas os recursos são limitados e a fonte seca.Graças à Deus,paramos a tempo de ver que o que ele mais precisava era de amor e profissionais carinhosos e empenhados.Achamos.Mas penso o quanto sofrem os que dependem do poder público.Se é difícil p quem tem plano e escola particular,imagine quem não tem nada,nem como conhecer o assunto.Sei que não posso mudar o mundo,mas o que eu puder fazer para ajudar um pouquinho,farei.Parabéns!!!!

  • gisele • 19.04.2013 @ 08:18 responder

    Porém,também acredito que os com menos recursos estão mais unidos lutando por CAPS,passe livre em ônibus,escolas públicas,etc.Enquanto que os pais das clínicas particulares se fecham e é cada um por si,com exceções,é claro.Mas vejo pais pagando tudo para seus filhos,levando para outros estados e até para fora do país.Pagam terapias caríssimas e até sinto um certo “orgulho” no ar por poderem proporcionar tantas coisas aos seus filhos.União que é bom,nada.É difícil mobilizar esse grupo pq acham que uns não precisam dos outros.Tudo tem seu tempo.Mas tempo,para nossas crianças,é tudo.

Deixe seu comentário