Favoritos

o fim do namoro

por   /  06/02/2013  /  8:34

Namorar é cada vez mais difícil. Pelo menos é o que diz um artigo do New York Times que fala como a palavra “encontro” deveria ser eliminada do dicionário, uma vez que o que temos hoje é um ciclo de SMS, mensagens no Facebook, likes no Instagram. Saber o que eles significam é um grande desafio, que traz à tona outro problema: com tantas opções curtíveis por aí, cada vez menos pessoas querem estabelecer relações de verdade, com todas as alegrias e, principalmente, as grandes dificuldades que elas trazem.

Alex Williams, que escreveu o texto, acrescenta mais um problema: essa coisa de stalkear a vida alheia faz com que a gente ache que conheça as pessoas, quando na verdade apenas sabemos o que elas estão fazendo, que banda estão ouvindo ou qual filme acabaram de ver.

“We’re all Ph.D.’s in Internet stalking these days,” said Andrea Lavinthal, an author of the 2005 book “The Hookup Handbook.” “Online research makes the first date feel unnecessary, because it creates a false sense of intimacy. You think you know all the important stuff, when in reality, all you know is that they watch ‘Homeland.’ ”

O artigo fala ainda como a ascensão da mulher no mercado de trabalho muda a dinâmica do poder econômico entre homens e mulheres.

Resumindo: é bronca!

Leiam o texto na íntegra > http://www.nytimes.com/2013/01/13/fashion/the-end-of-courtship.html

A Folha traduziu uns trechos > http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1221377-jovens-subvertem-regras-da-seducao-com-nao-encontros.shtml

2 Comentários Deixe seu Comentário

Deixe seu comentário