Favoritos

Posts da tag "bliss"

golpe de ar

por   /  30/11/2009  /  0:20

Você senta para ler o jornal e come medialunas. Você está sozinho porque não sente necessidade de dividir esse momento com ninguém. Você pensa em todo mundo que faz parte da sua vida e nos que deixaram de fazer, e entende que ainda falta encontrar tantas pessoas e que você também vai se afastar por conta própria de muitas delas, porque é assim que as coisas são e não há nada de mau nisso, pelo contrário, você está contente de ter descoberto as regras do jogo e não se sente tão especial.

Fabrício Corsaletti em “Golpe de Ar” _aliás, leiam esse livro! sabe aquela alegria que você sente quando está com um determinado livro nas mãos? o primeiro romance do corsaletti tem essa capacidade de deixar a gente com um sorriso (muitas vezes melancólico) no rosto =)

maira busca felicidade

por   /  21/11/2009  /  2:02

imagina se você olhasse para os melhores momentos do seu dia e os transformasse em desenhos e pinturas? e conseguisse denominar tudo da melhor maneira?  maira kalman faz isso com um talento impressionante.

conheci a autora, ilustradora e designer pelo livro “the principles of uncertainty”, que é um daqueles que você devora com os olhos e com o coração.

e o bom é que, finda a leitura, você consegue continuar acompanhando o olhar de maira, porque ela mantém um blog no “new york times”.

façam seus dias mais felizes: and the pursuit of happiness

amor  ·  arte  ·  ilustracao

moleskine nights #5: show de caetano veloso

por   /  10/11/2009  /  18:30

P1012014

caetano é amor antigo. vejo show dele desde criança _até li o “verdade tropical” nos idos de 1997, achando que entendia tudo… haha

domingo, fui ver o show do “zii & zie”. lindeza do começo ao fim, um daqueles shows que enchem o coração e deixam a gente sorrindo. que fim de semana, viu? ♥

P1012004

mag gonçalves conversa com amiga

P1012007

alberto lins espera ansiosamente a entrada de caê

P1012043

caetano, o iluminado. foto ruim, ruim, i’m sorry, mas foi impossível lidar com aquela luz toda

P1012048

ana maria maia foi acompanhada pelas tias

P1012054

fernanda giulietti esperou o fim do show pra fumar seu cigarrinho

P1012050

renan e ernesto filho estampavam na cara a satisfação pós-show

P1012065

de lá, fomos tomar uma cervejinha

P1012066

P1012073

P1012078

amor  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  moleskine nights  ·  música

cafofo sessions #2: fernando catatau

por   /  09/11/2009  /  1:43

IMG_7102

e aí que eu me apaixonei pelo “uhuuu!”, terceiro disco do cidadão instigado. escrevi pro catatau e o convidei pra uma entrevista aqui no cafofo. nem acreditei quando ele chegou, escolheu bob marley de música de fundo e começou a conversar como se a gente se conhecesse há um tempão.

tímido que só, catatau falou sobre o disco, sobre as inúmeras parcerias que faz por aí, sobre como a música está nele desde sempre, do quanto se emocionou ao encontrar o skatista bob burnquist, sobre quanto a vida dele é aquilo que a gente escuta nos discos. de música a amor, passando por ceará, são paulo, arnaldo antunes, o homem velho neil young e diversas outras coisas, a gente se prolongou numa conversa enorme _e tão boa que ficou difícil de editar.

a talentosíssima equipe da dulaya foi responsável pela maior parte das imagens e pela edição impecável. como vocês verão a seguir, demos um passo enorme rumo à profissionalização da diversão caseira. e, sim, os vídeos são longos. porque nesses tempos em que tudo é rápido e instantâneo, faz bem a gente sentar pra conversar, abrir uma cerveja e deixar o papo fluir. sem pressa, sem compromisso, com olhos, ouvidos e coração voltados pra uma coisa só.

com vocês, cafofo sessions #2. espero que vocês gostem tanto de ver a entrevista quanto eu gostei de fazê-la   =)

amor  ·  cafofo sessions  ·  entrevistas  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  música

moleskine days and nights #1: planeta terra

por   /  08/11/2009  /  16:34

P1011906

tem dias em que você sai de casa, se depara com um céu muito azul e fica feliz. e  tem dias em que você sai de casa, se depara com um céu muito azul, vai a um festival de rock, vê o show do sonic youth e descobre que a felicidade pode ser uma coisa extrema, que te deixa com um sorriso infinito no rosto e um filminho em reprise na cabeça.

aconteceu ontem, no planeta terra. o festival já começou acertando na localização, o playcenter. em vez de perder tempo vendo shows de bandas que ainda têm que comer muito feijão nessa vida, você brinca no barco viking, no swing dance, grita como se não existissem tímpanos alheios, desiste da montanha russa e comprova que ficou velha.

na hora de curtir o festival, você se depara com pontualidade, filas decentes, cerveja gelada, banheiro limpo e equipado. uma maravilha.

e aí vem o melhor momento da noite: show do sonic youth. solos de guitarra vão me conquistar sempre, viu? eu olhava pra frente e não conseguia acreditar no que estava vendo e ouvindo ali. kim gordon é deusa, conservada em alguma coisa que eu gostaria de saber o que é. thurston moore é deus, gênio, muso. mesmo sem várias das minhas músicas preferidas, saí do show em êxtase, com a certeza de que música é amor. e de que amor pra mim ontem foi sonic youth.

e, pra completar, o festival ainda teve clássicos como primal scream e iggy pop.  e só mesmo a velha iguana do rock pra chamar uma galera pra subir no palco, se dar conta de que tinham mais de 100 por ali e dizer “i feel better now”. pena que a diversão virou pancadaria depois _fotógrafos e parte do público que subiu no palco levaram porrada dos seguranças, o que é completamente absurdo.

com vocês, moleskine days and nights, para eventos que se prolongam por horas   =)

P1011913

gente jovem e bem-vestida na entrada do festival

P1011914

óculos wayfarer protegiam os olhos de 7 em cada 10 modernos que foram ao festival

P1011916

as minas descansam um pouco antes da maratona

P1011915

ariana couto, gleisson jones e bárbara formiga fazem pose pra coluna

P1011918

garotos descansam antes de enfretar a maratona de shows

P1011919

amauri gonzo toma água. afinal, estava cobrindo o festival pro g1

P1011927

no barco viking, comprovei: sou uma velha que tem medo dos brinquedos outrora bobinhos

P1011932

o carrossel estava fechado, infelizmente

P1011934

as minas aliviam o calor com uma deliciosa cervejinha

P1011937

modernos participam do campeonato de óculos coloridos

P1011939

guilherme estava bem feliz, pois tinha falado com seu ídolo patrick wolf; ariana compartilhou o momento

P1011946

contei 87 pessoas com camisetas do sonic youth. decidi fotografar a partir de um certo momento

P1011947

“washing machine” azul, um clássico do guarda-roupa indie

P1011952

taí uma escolha acertada: fazer um festival num parque de diversões. enquanto bandas inexpressivas como maximo park tentam fazer show, você se diverte. o swing dance foi um dos meus preferidos

P1011951

de outro ângulo

P1011954

camiseta com a capa do “goo”: cinco a cada metro quadrado

P1011956

mateus marques e cecília torres perdem o foco

P1011959

zenzi posa ao lado de marcelo benevides, o tarta, que enverga seu crachá de indie na camiseta _vi mais umas cinco da sub pop

P1011960

a customização também esteve em voga no evento, como mostrou mike

P1011962

assim como cores “diferenciadas” da camiseta do “goo”

P1011963

and counting…

P1011964

again…

P1011965

joão paulo xavier trouxe o seu modelo diretamente de recife

P1011969

a foto ficou péssima, mas o amigo aí também apostou na customização: fez um corte v e mostrou o peitoral

P1011975

neste momento, já era meio difícil se mover para qualquer lado;  ninguém queria perder o lugar

P1011976

amigo deu uma viradinha pra mostrar sua t-shirt

P1011978

foto do alto

P1011982

mais uma camiseta, acho que do “daydream nation”

P1011983

olha a quantidade de guitarras! e eram apenas as do thurston

P1011987

foto péssima, mas só pra mostrar a vibe

P1011989

fim do show do sonic youth, lá fomos no outro palco. não pra ver ting tings, mas pra fazer xixi

P1011990

no banheiro que não era químico, mais uma garota estampava no peito seu amor pelo sonic youth

P1011993

começo do show do iggy pop, com galere subindo no palco. rock’n’roll e confusão

P1011997

léo veio diretamente da argentina pra ver o festival. estava muy contento!

P1011998

ivan “balão” mostra que o sonic youth é metáaaaau!

amor  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  moleskine days  ·  moleskine nights  ·  música

moleskine days #3: dia dos mortos na casa do cariris

por   /  04/11/2009  /  9:50

P1010831

pinheiros se transformou em um pedaço do méxico no día de muertos. o tradicional feriado de chuva deu lugar a um sol absurdamente quente e bonito. a constante melancolia que a gente reforça nessas datas marcadas pelo calendário cedeu espaço a uma felicidade indescritível.

pela primeira vez, em anos, tive um dia de finados alegre, graças a um punhado de amigos queridos e à encantadora repecção de lourdes e felipe, que abriram sua casa dos cariris para fazer uma oferenda a todos aqueles que já se foram, mas que permanecem pra sempre com a gente. a homenageada especial foi a cantora mercedes sosa.

já no convite, lourdes escreveu: “A gente sabe que só na medida em que lembramos daqueles que já são ausência, eles continuam vivos compartilhando nossas vidas. Durante dois dias os chamamos e preparamos o melhor de todo o que eles curtiam. E eles vem. Vem para desfrutar da vida e chegam os mortos crianças e brincam e logo mais tarde, na tarde do dia primeiro os mortos adultos começam a escutar nosso chamado. Porque a morte é um tema da vida que merece ser cantado.”

e se a morte é um tema da vida que merece ser cantado, esqueçamos as lágrimas. no lugar delas, a gente tem que colocar nosso maior sorriso e brindar nossas lembranças com micheladas e margaritas deliciosas. a comida, prefiro nem me alongar, acaba se transformando em um outro espetáculo.

pensando nesse dia, fui procurar um pouco de octavio paz, que minha querida amiga jana tanto leu no último ano.

Para el habitante de Nueva York, Paris o Londres, la muerte es palabra que jamás se pronuncia porque quema los labios. El mexicano, en cambio, la frecuenta, la burla, la acaricia, duerme con ella, la festeja, es uno de sus juguetes favoritos y su amor más permanente. Cierto, en su actitud hay quizá tanto miedo como en la de los otros; mas al menos no se esconde ni la esconde; la contempla cara a cara con paciencia, desdén o ironía”

e acabei descobrindo que, depois de domingo, me tornei um pouco mexicana. obrigada, lourdes e felipe, jana, geno, albie e clara.

com vocês, um moleskine days emocionado, com fotos minhas e do meu amigo talentosíssimo eugênio vieira

P1010746

loudes hernández-fuentes, a mulher das mãos de ouro

P1010758

clara lobo encara as lentes de eugênio

P1010759

água da jamaica para janaína pinho, una michelada para daniela e una margarita para alberto lins

P1010768

felipe ehrenberg, o grande artista

P1010773

o delicioso tamal de mole

P1010774

o mais delicioso ainda tamal de muertos

P1010776

as crianças tinham chegado? ou foi a pimenta que bateu?

P1010781

o pan de muerto, com chocolate

P1010788

os olhos que prestam atenção na conversa

P1010790

a linda combinação de cores

P1010791

o cardápio dos deuses

P1010797

a oferenda ao día de muertos

P1010798

detalhe das caveiras feitas por felipe

P1010799

mais uma parte do altar

P1010801

uma visão geral da parte interna da casa dos cariris

P1010802

detalhe de mercedes sosa

P1010803

P1010804

albie feliz

P1010805

a escadaria que dá para o ateliê

P1010807

P1010808

P1010810

lindos, né?

P1010815

meu sonho de consumo. sou apaixonada por esse bonequinho

P1010816

P1010818

a mesa posta para os próximos convidados

P1010819

eugênio vieira, fotógrafo e gatinho

P1010825

as caveirinhas fofas

P1010833

o mural de recados para nossos mortos

P1010839

P1010841

P1010844

felipe fazendo as contas

P1010843

cantinho dos fumantes felizes

P1010846

amor  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  moleskine days

moleskine nights #2: exquisito + breganight

por   /  30/10/2009  /  11:28

P1010377

moleskine nights foi conferir o encontro de amigos queridos na última quinta-feira, no bar exquisito, que costumava servir o melhor chilli da cidade _mas qual não foi a decepção quando a iguaria chegou à mesa? faltava pimenta, faltava tempero, faltava originalidade. faltava todo o sabor que a américa latina sabe dar. mas tudo bem, quando amigos se reunem para colocar o papo em dia, a falta de sabor da comida é compensada pelo excesso de conversa _uns mojitos bem gostosos também ajudam.

com vocês, mais uma edição da sua coluna social preferida!

P1010385

a noite contou com a presença ilustre de carén nakashima, que mostrou sua ótima “shape”

P1010389

fernanda resende era só sorrisos apaixonados

P1010388

luiza voll usava um lindo casaco comprado em uma loja on-line via iphone. e vocês achavam que eram modernos…

P1010397

o grupo, com as ausências notáveis de katylene e grá, se reuniu após um longo intervalo _culpa da síndrome da incompatibilidade de agendas

P1010402

clarissa amorim ciceroneava um norte-americano. no meio tempo, mostrava que nasceu para ser modelo

P1010403

gisela blanco arriscava uma pose descontraída

P1010405

enquanto tarso araújo mostrava que estava a fim de dizer alguma coisa

P1010410

as fashionistas fechavam os olhos para celebrar o momento

P1010412

as mineirinhas bel furtado e luiza voll reforçavam os laços de amizade

P1010411

e caio boggiss, lindo que só ele, mostrava como ser fofo em um outfit de bad boy

P1010413

corte abrupto para o segundo local da noite: rua da consolação, onde uma balança não te consola. pelo contrário: te convida a medir o quanto pesa tua consciência

P1010416

e lá me pus de cobaia… o resultado não foi nada animador

P1010421

menos animadora era a receptivadade dos locais. vocês, geeks, que ficaram pensando “o que diabo é essa tag?”, explico: é uma pixação mais descontraída, feita na fresta de qualquer madeira

P1010427

corta novamente para o show da banda bonjour pará, que devia trocar de nome para BANDEIRA 2. os pernambucanos paulistas e cearense mostraram todo suíngue, toda ginga e toda malícia do nosso querido recife, tocando música pra rebolar e pra dançar agarradinho. sabe os cariocas do do amor? podiam ser broders dos caras

P1010422

enquanto o som do bonjour pará rolava solto, chiquinho e murilo abasteciam os copos dos freqüentadores

e agora o moleskine nights investe em multimídia e brinda os leitores do don’t touch com um vídeo da performance do bonjour pará. rebolem!

amor  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  moleskine nights  ·  música