Favoritos

Posts da tag "poesia"

beatles forever

por   /  27/07/2009  /  12:28

beatles

eu amo o “help”, dos beatles. amo na seqüência. sabe quando você emenda na cabeça todas as músicas? e gosta de cada uma delas? decidi fazer isso com o youtube hoje. tô juntando um vídeo no outro só pra lembrar de “the night before”, “ticket to ride”, “you’re gonna lose that girl”, “it’s only love”, “i’ve just seen a face” e todas as outras

esse disco me lembra tanto os tempos em que eu estava descobrindo o fantástico mundo da música música, me emocionando com o fato de uns caras lá de longe cantarem um monte de coisa que eu sentia aqui de perto… era aquele tempo, também, em que você ouvia música pra treinar o inglês e até anotava as palavrinhas novas!

paul, ringo, john e george: amo vocês  <3

a foto é do acervo da revista “life”

amor  ·  música

mixtape #17: chico barney

por   /  14/07/2009  /  18:50

vavamari

chico barney é um gênio. autor do vai trabalhar, vagabundo e do pau no cool hunter, ele tem um gosto indiscutível pra música _vide o pagodecast

e como ele é da turma que entende o romantismo na essência, nada mais natural do que aparecer aqui na miguxtape, né?

“o don’t touch my moleskine é o blog mais edificante que eu conheço, então pensei em reunir só canções que tivessem trechos de sensibilidade tão apurada quanto o material que tu costuma publicar”, diz barney

a mixtape só tem pérolas: exaltasamba, karametade, negritude jr., art popular… tem até chrigor! hahaha  =)

deixem o preconceito de lado e se divirtam! ouçam a miguxtape #17 aqui

envelope

por   /  27/05/2009  /  18:52

O eterno problema dos carteiros

O eterno problema dos carteiros é não saberem onde guardamos
o nosso amor. Olham os envelopes com os bigodes espantados
e acariciam-nos, violentamente, com carimbos de regresso à solidão.
Estão fechados em casas de janelas vermelhas e saem à rua de farda.
Pisam o chão com a mesma decisão de um exército perdido na batalha
anterior e tocam, tocam muito, às campainhas de quem não está.
O eterno problema dos carteiros são os sacos sem fundo
onde a nossa letra se torna irreconhecível de tão escuro.
Os selos abraçam-se e fogem para o paraíso dos selos,
as letras dançam ao sabor do esquecimento e não se sabe nunca
onde está o remetente e o destinatário. Nos gabinetes, uma vez mais,
bigodes sisudos e derrotados, têm os dedos feios e duros ao toque.
Eu não poderei nunca saber, mas juro que os envelopes choram.
O eterno problema dos carteiros é não terem asas para subir às janelas
das amadas, que se penteiam longamente em frente aos espelhos velhos das avós.
Não poder ser anjo anunciador, nem mágico, navegante, descobridor.
E talvez lhes pese o bigode insólito e burocrático, o pêlo encravado
sobre o lábio. Eu continuo a lançar envelopes em branco da varanda.

Luís Filipe Cristóvão

quem me mostrou essa lindeza foi letícia =)

amor  ·  analyze this

a penny for the old guy

por   /  01/05/2009  /  12:09

Aqui rondamos a figueira-brava

Figueira-brava figueira-brava

Aqui rondamos a figueira-brava

Às cinco em ponto da madrugada

Entre a idéia

E a realidade

Entre o movimento

E a ação

Tomba a Sombra

Porque Teu é o Reino

Entre a concepção

E a criação

Entre a emoção

E a reação

Tomba a Sombra

A vida é muito longa

Entre o desejo

E o espasmo

Entre a potência

E a existência

Entre a essência

E a descendência

Tomba a Sombra

Porque Teu é o Reino

Porque Teu é

A vida é

Porque Teu é o

Assim expira o mundo

Assim expira o mundo

Assim expira o mundo

Não com uma explosão, mas com um suspiro.

trecho de “os homens ocos”, de t.s. elliot

amor  ·  analyze this

cantando uma modinha

por   /  18/03/2009  /  13:40

acordei com vontade de ouvir elizeth cardoso. e achei esse vídeo dela cantando “eu não existo sem você”, de vinicius de moraes, acompanhada por joão gilberto

eu sei e você sabe, já que a vida quis assim, que nada nesse mundo levará você de mim
eu sei e você sabe que a distância não existe
que todo grande amor só é bem grande se for triste
por isso meu amor, não tenha medo de sofrer,
que todos os caminhos me encaminham a você

amor  ·  etc  ·  música