Favoritos

Posts da tag "poesia"

gavetinha

por   /  08/02/2009  /  4:07

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.
Em cofre não se guarda coisa alguma.
Em cofre perde-se a coisa à vista.
Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por
admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.
Guardar uma coisa é vigiá-la, isto é, fazer vigília por
ela, isto é, velar por ela, isto é, estar acordado por ela, isto é, estar por ela ou ser por ela.
Por isso, melhor se guarda o vôo de um pássaro
Do que de um pássaro sem vôos.
Por isso se escreve, por isso se diz, por isso se publica,
por isso se declara e declama um poema:
Para guardá-lo:
Para que ele, por sua vez, guarde o que guarda:
Guarde o que quer que guarda um poema:
Por isso o lance do poema:
Por guardar-se o que se quer guardar.

Antonio Cicero

amor  ·  analyze this

..

por   /  25/11/2008  /  1:33

tu me acostumbraste
a todas esas cosas
Y tu me enseñaste
que son maravillosas
sutil llegaste a mi
como una tentación
llenando de ansiedad
mi corazón

amor  ·  música

bienal dos piores poemas

por   /  07/11/2008  /  1:46

subi num pé de coqueiro pra ver o meu bem passar / o meu bem passou e eu desci

hahahaha geeente, assistam!

Vídeo-documentário sobre a Bienal dos Piores Poemas, evento relizado pelo GOM.

Direção e produção: Jonnatha Horta Fortes e Guilherme Morais. Vencedor do 1º lugar da 3ª Mostra Minas de Cinema e Vídeo do SESC/MG.

dica de letícia

carta

por   /  07/11/2008  /  0:51

loveletter

juntaram duas coisas que eu gosto: amor e máquina de escrever

criação de alex synge

que me lembra, claro, a música:

meu coração é uma máquina de escrever
as paixões passam, as canções ficam
os poemas respiram nas prisões
pra ler um verso, ouvir
escutar meu coração falar
até se calar a pulsação

amor  ·  arte  ·  design  ·  escreve escreve  ·  fotografia  ·  música

vida

por   /  14/10/2008  /  5:54

viajar é parar, olhar ao redor, aprender cada coisinha tão pequena feito colocar o dinheiro do jeito certo na catraca do ônibus que só tem motorista. é tentar absorver o máximo no tempo que dá. é ir do luxo ao muquifo e perceber que um é tão bom quanto o outro. é tomar café-da-manhã olhando pro mar, misturar inglês e portunhol, arriscar contar os números em alemão, alugar uma bicicleta e parar sempre que der vontade _se encontrar uma loja que faz neon, ainda melhor

é aprender que o sol se põe de um jeito diferente se são quase seis da tarde e você está no oceano pacífico. é se surpreender pelo convite de um velhinho que te tira pra dançar. ao som de uma pequena big band, você, desengonçada, e ele, sem os movimentos tão certeiros daqueles tempos de baile, inventam uma coreografia levada por muitos sorrisos. e é só isso que importa

ah, tempo, se você não corresse tanto… ah, dólar, se você não subisse tanto…   =)

* o conselho aí de cima é de sarah gardner

amor  ·  design