Favoritos

Posts da tag "prestençãoô"

x-duplo

por   /  31/08/2009  /  2:41

the-xx

eu não suporto papos sobre a melhor banda de todos os tempos que surgiu ontem. me dá uma preguiça do hype… mas, depois de ver um monte de gente falando que the xx é surpreendente, resolvi escutar. e não é que, de vez em quando, tanto falatório tem tem razão de ser?

the xx faz um som delicioso _aquela atmosfera cool, aquele vocal meio sussurado, aquelas guitarrinhas no lugar certo… uma maravilha! eles são da inglaterra, super novinhos, e citam influências que vão de beyoncé a cocorosie, passando por pixies, mariah carey, justin timberlake, the kills e the cure. também curtem aaliyah, de quem fizeram um cover pra “hot like fire” _daquele jeito bem cool que só banda indie é capaz de fazer.

curti bastante o x-duplo, que acabou de lançar seu álbum de estréia. por enquanto, “vcr” é minha preferida. então é isso, ouçam por aí uma nova banda que vale a pena =)

e confiram a entrevista que o pitchfork fez com eles: http://pitchfork.com/news/36330-rising-the-xx/

saibam mais em: http://www.myspace.com/thexx

o amor segundo jason molina

por   /  19/08/2009  /  1:18

jason

tonight, little darling, my heart’s with you. bastava essa frase para que jason molina conquistasse meu coração, mais uma vez. mas ele continuou. how long will i miss you? e, jason, vou te falar. faz uns meses que eu penso em quanto tempo a gente leva para deixar de sentir falta de alguém. são tantas as fases que eu encheria o teu saco se as enumerasse aqui. preferia ouvir você tocar violão num lugar perdido de uma cidade sem luz, em que o todo barulho teria virado silêncio.

engraçado como tem coisas que a gente só entende depois de muito tempo. e hoje, no caminho pro trabalho, tive uns dois minutos disso quando ouvi “flor de lis” (sim, aquela música que toca na festa da turma, no espetinho da esquina): será, talvez, que minha ilusão foi dar meu coração com toda força pra essa moça me fazer feliz? e o destino não quis me ver como raiz de uma flor de lis? (…) e o meu jardim da vida ressecou ou morreu, do pé que brotou maria, nem margarida nasceu.

é que quando um amor acaba ou é forçado a acabar, o jardim ficar sem cor. não tem semente fértil ou arranjo de floricultura que faça você ter vontade de transformá-lo. demora um tempo até passar. quando tu descobrir a resposta, jason, canta pra mim? nesse meio tempo, te faço companhia, pra tu não se sentir tão solitário como o primeiro fantasma que existiu.

de repente, tu pega o violão e entoa uma calmaria: well, you take that map of the falling sky and lay it across your heart / and the loneliness between us is right where you are, como em “map of the falling sky”. enquanto isso, little darling, nossos corações vão vagar por aí, em busca de uma esperança que os recomponha.

* “shenandoah”, “map of the falling sky” e mais 12 faixas compõem “josephine”, novo álbum do magnolia electric co., uma daquelas bandas que têm o poder de preencher todos os espaços do coração da gente. jason molina, que um dia foi songs:ohia e hoje é o frontman do magnolia electric co., é capaz de fazer blues e country rock como só alguém que ouviu muito neil young nessa vida consegue. uma das melhores coisas que ouvi neste ano, sem dúvida.

a foto é de kyle johnson

amor  ·  analyze this  ·  escreve escreve  ·  especial don't touch  ·  fotografia  ·  música

pode sorrir

por   /  06/05/2009  /  16:14

bruno_morais_06-copy1

capa-a-vontade-superstar

“corações partidos, sigam-me. não vamos chorar, não vamos olhar pra trás. e nem vamos fugir. corações partidos, sigam-se.”

bruno morais entoa essas frases como um mantra, em “hino dos corações partidos f.c.”. e não tenho dúvida de que ele consegue seguidores à primeira ouvida. seu disco de estréia, “a vontade superstar”, é uma dessas lindezas que só de vez em quando caem no colo da gente   =)

ouçam!

http://www.myspace.com/brunomorais

a foto é de eugênio

amor  ·  música

lançamento: thiago pethit

por   /  15/04/2009  /  11:17

fotos_tp_por_autumn_sonichson-4

capinhas fuga4

thiago pethit é aquele tipo de cantor que você ouve e se surpreende: pela voz bonita, as letras bem construídas e as melodias caprichadas, cheias de detalhes que combinam perfeitamente

ele surpreende ainda mais ao vivo. é o menino que canta em inglês, francês e espanhol e ainda arrisca um pouquinho de grego, embalado por uma graça forte e, ao mesmo tempo, sutil _coisa que só ele consegue e que me dá uma alegria nesses tempos de músicas pasteurizadas que me fazem pensar: “adoraria ouvir isso se tivesse menos de 20 anos”

o pequeno pethit lança hoje seu novo single, “fuga nº 1″, exclusivamente pela internet, com uma ação que envolve vários blogs e sites, como o don’t touch   =)

ele explica que o single é uma extensão do seu ep “em outro lugar”. o tema onírico tem um clima circense inspirado nas trilhas que nino rota criou para as imagens do cineasta italiano federico fellini e nos arranjos que rogério duprat fez para os mutantes. “a letra veio de um sonho que tive e achei que seria interessante se esta fuga de que ela fala lembrasse também uma fuga da realidade”, diz

as letras e o arranjo são de pethit, que teve a colaboração dos músicos maurício fleury (glockenspiel), pedro pena (ukelele), pedro falcão (bateria e percussão) e henrique guimarães (tuba e trombones) nas gravações em estúdio

para baixar “fuga nº 1″, clique aqui. se não conseguir, tente aqui

aproveitem e leiam entrevista: thiago pethit

a foto aí é cima é de autumn sonichson

ao vivo

last but not least, pethit se apresenta hoje no studio sp, no projeto cedo e sentado. recebe como convidados a cantora tulipa ruiz e o vocalista da banda vanguart, helio flanders. no próximo dia 29, fica ainda mais imperdível: sobem ao palco silvia machete e nina becker, além do músico dudu tsuda

studio sp – rua augusta, 591, consolação
a partir das 21h
hoje (15) e dia 29
grátis

while i see you

por   /  07/04/2009  /  12:00

pete

pete yorn faz músicas para a manhã seguinte. ele tem aquela vozinha de sono, sabe? uma voz que combina com praia, alegria, preguiça e dengo. já me apaixonei por “just another”

a foto é de jim wright

fotografia  ·  música

passarinha

por   /  19/03/2009  /  12:01

tie

tô encantada pela tiê. a música dela é linda, as letras são puro amor e o show é uma delícia _quarta que vem tem mais no studio sp, vão ver!

aqui, um clipe de “passarinho”

fotografia  ·  música

papeles inesperados

por   /  09/02/2009  /  11:38

cor2

acharam inéditos de cortázar em uma gavetinha escondida! o livro, chamado “papeles inesperados”, vai sair em maio

Cuando fallece un escritor, tarde o temprano acaba saliendo una cómoda de alguna parte. La de Julio Cortázar (1914-1984) estaba tan llena de papeles que sus cinco cajones no se podían ni abrir. A duras penas lograron hacerlo, el 23 de diciembre de 2006, Aurora Bernárdez, viuda, albacea y heredera universal del autor argentino de 86 años, y Carles Álvarez, estudioso y loco cortazariano encantado con esa sorpresa.

El resultado será, en mayo, un libro impagable y de inevitable título, Papeles inesperados, que editará Alfaguara y cuyas credenciales son un festín de auténtico cronopio: 11 relatos nunca incluidos en obra alguna, un capítulo inédito de Libro de Manuel, 11 nuevos episodios del personaje que protagonizó Un tal Lucas, cuatro autoentrevistas, 13 poemas inéditos… En total, un volumen de unas 450 páginas, muchísimas inéditas. El mejor homenaje al autor a los 25 años de su muerte, que se cumplen el próximo jueves.

leia mais no el país

Sem categoria

shasharme *

por   /  04/02/2009  /  8:00

ben

ben kweller sempre foi “walk on me” e “sha sha” pra mim. há umas semanas, tive uma compulsão por ouvir coisa nova, já que no meu ipod de capacidade gigante eu me reduzo a 25 mais tocadas. entre um monte de porcaria, descobri umas pérolas, como o novo cd do mesmo ben kweller

“changing horses” é música pra embalar uma noite quente como essa, que, vezemquando, solta uns ventinhos pra gente agüentar. o disco tem doçura, melancolia, letras que você tem vontade de tirar do contexto e usar numa camiseta _ou no nick do gtalk, se você for da turma mais preguiçosa

o disco, acabei de descobrir via myspace, foi lançado ontem na américa latina. é bom do começo ao final, simplesmente porque flui e não faz você ter vontade de mudar a playlist. e porque faz você repetir as músicas o tempo todo, naquele processo de “estabelecimento gradativo do grude auditivo”

tem guitarrinha texana em “fight”, que dá vontade de ir correndo pro saloon mais próximo _a música já ganhou clipe oficial. tem baladinha que lembra lemonheads _”hurtin’ you”, que é minha preferida de agora. tem a gostosa “things i like to do”, perfeita pra embalar e inspirar qualquer começo de relacionamento. tem “wantin’ her again”, country na medida gram parsons da coisa

uma delícia de disco, viu? acendam um cigarro, peguem sua bebida preferida, deitem na rede e aproveitem =)

* ok, é cretiníssimo o título desse post, haha

ben2

amor  ·  música