Favoritos

vai um cafezinho?

por   /  09/12/2011  /  16:30

Eu nunca tinha preparado um café na minha vida! Até hoje  =)

Recebi um convite da Philips para conhecer a cafeteira Senseo, que faz café Pilão fresquinho.

Pra leigos como eu, a Senseo é uma mão na roda. Isso porque basta colocar água (na medida para um ou para dois cafés), escolher um sachê (nos sabores de verão, tradicional ou intenso), apertar o botão, esperar um pouquinho e pronto: o café está pronto, quentinho e com um creme que o deixa bem gostoso  =)

O meu sabor preferido foi o intenso (da embalagem roxa), que é mais encorpado.

CONCURSO

Tomar um café é sempre um boa desculpa pra um encontro, pra uma conversa filosófica… Pensando nisso, pergunto: com quem você adoraria tomar um cafezinho? O autor da resposta mais legal ganha uma cafeteira Senseo.

Pode ser qualquer pessoa: um ator, um músico, um escritor, de hoje ou de 50 anos atrás, de qualquer tempo. Basta acrescentar o motivo, numa textinho curto e saboroso!

Mandem suas respostas para > dani@donttouchmymoleskine.com

O concurso vale até o dia 16/12, e o resultado sai no dia 20/12.

_________________________________________________________________________________________

Este post é um publieditorial.

5 Comentários Deixe seu Comentário

  • andrea • 11.12.2011 @ 13:47 responder

    Mandei um texto para esse concurso para o endereço de email acima. Como o 1o. email voltou, enviei uma 2a. vez ontem.
    Quero saber se vc recebeu essa meu email com o texto, ou seja, quero saber se estou concorrendo com ele.
    Agradeço se puder confirmar o recebimento. abs

  • Gabriela Terra • 14.12.2011 @ 13:39 responder

    Eu gostaria de tomar um café com Nelson Rodrigues. Eu amo café e para mim deveria ser uma unanimidade e para ele “toda unanimidade é burra”. Gostaria de saber quantas xícaras eu levo para convencê-lo.

  • Fabiana Gabas Kallas • 16.12.2011 @ 19:02 responder

    Se pudesse, traria de volta o meu cientista favorito: Carl Sagan. Era um homem de convicções fortes e cultura extensa, bem como inteligência afiada e atenta. Com uma xícara quente da nossa bebida favorita (café, é claro!), conversaríamos sobre o que ele achou da vida do lado de lá da nossa esfera. Talvez não fosse fácil convencê-lo que Deus existe. Mas o bom café existe…e é brasileiro!!!

Deixe seu comentário